As vezes acho que sou velha demais, pra mim.
É de manhã, vejo o sol entrar pelo quadradinho pequeno que é a janela do nosso quarto, ao longe os passarinhos chilreiam. Acordei primeiro. Admirava-te, dormias tão bem que nem tive coragem de tocar-te para não te despertar. Ao invés disso, fixei-me ali, vendo-te descansar. E o que para muitos poderia ser um autêntico tédio, para mim era um prazer, uma benção. Poderia permanecer ali uma era inteira. Eis que os meus olhos começavam a desfocar-te, a espalhar-te rugas e cabelos brancos, a diminuir-te um pouco essa feição jovial, e sabes, lá no auge dos 80 anos – que o meu pensamento foi capaz de elevar-te – continuas incrivelmente belo, terno e amável. Hoje vi, que mais do que nascer um para o outro, nascemos para nos ver envelhecer, juntos, mantendo a mesma chama de como quem ama com vinte e poucos anos. Amo-te profundamente.
Como é doce o meu acordar do teu lado
Você é a pessoa que todo alguém queria ter ao lado. Você é uma mistura de felicidade e encantação. Você é vento no rosto da beira da praia. Você é poesia bagunçada, mas que toca e emociona. Você é noite de luau. Você é esconderijo no claro. Você é arrepio. Corpo quente no frio. Água no deserto. Vem, chega mais perto. Você é tudo, e quando não for, calma, eu faço você ser.
John Green.   (via inrotulado)
E no som da tua risada, encontrei aquela minha alegria escondida.
Florejeiras.   
(via a-l-e-n-t-a-r)
O infinito
está no céu,
e não nas
palavras.
Manuscrituras. (via a-l-e-n-t-a-r)
Não espero nada, assim a gente não fica desapontado.
Meu pé de laranja lima.     (via botecoliterario)
O tempo parecia pouco,
e a gente se parecia muito.
Paulo Leminsk (via jaquesampaio)
Eu me preocupava bastante com o que queria ser quando crescesse, quanto ganharia ou se me tornaria alguém importante. Às vezes, as coisas que você mais quer, não acontecem. E às vezes, as coisas que jamais esperaria, acontecem. Você encontra milhares de pessoas e nenhuma delas te tocam, e então encontra uma pessoa, e sua vida muda. Pra sempre.
Amor e Outras Drogas. (via recitarpoesias)
Se eu errar que seja por muito, por amar demais, por me entregar demais, por ter tentado ser feliz demais.
Clarice Lispector.